Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

Receita de ano novo

Imagem
RECEITA DE ANO NOVO
Para você ganhar belíssimo Ano Novo  cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,  Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido  (mal vivido talvez ou sem sentido)  para você ganhar um ano  não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,  mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;  novo  até no coração das coisas menos percebidas  (a começar pelo seu interior)  novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,  mas com ele se come, se passeia,  se ama, se compreende, se trabalha,  você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,  não precisa expedir nem receber mensagens  (planta recebe mensagens?  passa telegramas?) 
Não precisa  fazer lista de boas intenções  para arquivá-las na gaveta.  Não precisa chorar arrependido  pelas besteiras consumadas  nem parvamente acreditar  que por decreto de esperança  a partir de janeiro as coisas mudem  e seja tudo claridade, recompensa,  justiça entre os homens e as nações,  liberdade com cheiro e gosto de pão matin…

Felicidades, un lugar común? Nahhhhh!

Imagem
No hay mayor poesía que la de los sentimientos verdaderos, no hay mayor poesía que ustedes por destinatarios. ​ En vez de un lugar común, ¡éste es un lugar extraordinario! El de nuestro corazón. Y es desde allí que les deseamos  que cierren bien, con amor, este año tan loco e intenso,  y que pongan toda la inspiración en el que viene.
Las Pretextas esperamos reencontrarlos muy pronto,  con grandes noticias.
Mientras tanto, seguimos acá: pretextas@gmail.com o en facebook.
Y les decimos GRACIAS, como siempre, para siempre. ¡Muchas felicidades! Emborráchense de risas y de luz.

Alicia Márquez - Bibi Albert - María Laura Coppié - Mariana Toniolo

Nesse domingo tem Rachão Poético: Copa Mundão de Poesia

Imagem
Com Rodrigo Ciríaco

A Biblioteca temática em Poesia recebe o “Rachão Poético”, encerramento da batalha de palavras entre times de 2014. A Copa Mundão de Poesia é um campeonato de times de poetas, que procura alinhar a produção literária marginal-periférica que fervilha nas bordas da cidade, com elementos da principal nacional: o futebol. O objetivo é ousado: tornar a poesia uma paixão, um esporte nacional, tendo como suporte e referência o futebol e a produção literária brasileira, realizadas nos diversos saraus e batalhas poéticas que existem pela cidade, e dos elementos comuns presentes a estes: a oralidade, a expressão corporal, a torcida (platéia), toda ginga e claro: o grito que explode ao final de cada gol, ops, ao final de cada poesia!
14 de dezembro, domingo, 16 horas – Biblioteca Pública Alceu Amoroso Lima

Poetas participantes de Nós da Poesia lançam livros em Belo Horizonte

Imagem
Um coletivo de poetas ativistas é assim: sempre tem um lançando novos livros e realizando eventos por aí. Neste mês de dezembro, France Gripp, uma das autoras da última edição da antologia Nós da Poesia: vozes da rua, editada pelo Instituto Imersão Latina lança Coração Incendiário nesta quinta-feira, 4 de dezembro. (Veja convite ao lado)



E no dia 8 de dezembro, segunda-feira, feriado em Belo Horizonte Clevane Pessoa, uma das idealizadoras do projeto Nós da Poesia e ex-integrante da diretoria do Instituto Imersão Latina lança junto com Rodrigo Stalling AD Infinitum  - Flexões sobre a Cultura de Paz. Os dois participaram de antologias Nós da Poesia: Clevane Pessoa de três volumes e Rodrigo Starling escreveu o prefácio de Nós da Poesia + 20 Nosotros, especial para a Cúpula dos Povos, na Rio + 20.  (veja carta convite abaixo)