Postagens

Mostrando postagens de 2015

Meu Presépio

Imagem
Ele podia ter nascido em um palácio mais rico que o de Herodes Ele podia ter um templo mais luxuoso que o de Salomão  Mas preferiu respeitar a vontade de seu Pai  E nascer em uma estrebaria  Junto aos animais e o afeto de sua Mãe Deixando-nos uma lição de Humildade  Amor Misericórdia e Perdão  Uma Prática que até os dias de hoje Só acontece na teoria  Que neste natal a gente possa descobrir juntos  Em Cristo Jesus A Luz O caminho da Verdade  A origem da Vida E deixar que a Paz de Espirito  Seja  a Real Presença em nossos Corações 
Feliz todos os Natais  E os 365 dias de 216 com muita saúde 
Vicente Ferrer, poeta do Nós da Poesia

Presépio do Cotidiano

Imagem
PRESÉPIO DO COTIDIANO Mírian Warttusch

 - O menino sorriu - não tinha por quê Debaixo da ponte, tentou se esconder. Levava uns trocados na suja mãozinha Isso aconteceu logo de manhãzinha.
Pobreza no mundo, que coisa cruel! Deitou com o cãozinho, por sobre um papel... Não tinha a cobri-lo nem uma coberta - Passar fome e frio será a coisa certa?
A mãe se ajoelha e lhe afaga o rostinho E apanha as moedas da mão do menino. O pai - barba grande - sentou-se ao seu lado, Chovera... e o chão, estava molhado.
A cena tocante, me deu pena até, Como  ali estivessem, Maria e José. No chão deitadinho, na cabeça um capuz, eu diria até que fosse Jesus.
A cena é comum, todo dia se vê... Mas fiquei tocada, confesso a você! Em pleno Natal, sem anjo, nem nada, Montaram o presépio em plena calçada...



Nada mais que Pessoa(s)

Imagem
por Fernando Moura Peixoto* Homenagem a Fernando Pessoa (1888 – 1935), 80 anos de falecimento em 30 de novembro próximo. "A memória é a consciência inserida no tempo."FERNANDO PESSOA (1888 - 1935) Nada mais do que pessoas...Pessoas que se deixaram retratar em casa, no trabalho e, principalmente, nas ruas, tendo como cenário o bairro de Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro, com o monumento ao Cristo Redentor abençoando todos. Gente como a gente,“ordinarypeople”, “common people”, como se diz nosStates. “Hoje em dia há imagem demais e fotografia de menos” segundo o incensado fotógrafo brasileiroSebastião Salgado, de projeção internacional. Ainda bem que assim seja. A revolução das maquininhas digitais possibilitou a qualquer um clicar os melhores e piores momentos, seus ou dos outros, democraticamente.Pretender elitizar a fotografia - e também a poesia - é uma grande insensatez. Os “selfies” – ou “selfishes”, como os chama o humoristaJ. Praiano– parece que vieram para ficar. Fotogra…

Papel do Varal comemora prêmio de Fomento à Literatura em noite poética

Imagem
Uma noite de prêmios, homenagens e estreitamento de laços entre o público e a poesia
A brisa que vinha do mar era suave e contrastava com a inquietude da poesia. Pouco depois das 20h, o Rex Bar escutava as cordas do Duo Lumeeiro tocando Flying to the moon. Logo após o deleite com a música, o anfitrião da festa, Ricardo Cabús sobe ao palco declamando Charles Bukowski e inicia uma noite repleta de comemorações, entre elas, o agraciamento do Papel no Varal pelo Ministério da Cultura com a Bolsa de Fomento à Literatura, sendo classificado como o 1° sarau literário do Nordeste e o 4° do Brasil.
Logo os convites para subir ao palco são iniciados e o primeiro a dar voz à poesia foi Guilherme Ramos, com Soneto de (...) (continua em

http://www.lumeeiro.org/07112015---papel-no-varal-poetas-mortos/matria-ps-evento
............................................................................................... Agenda dos próximos eventos Lumeeiro:
        14/11/2015 (sábado, às 17h) - III Recital Jorg…

Mariana: um grande soluço

Imagem
MARIANA
(Alphonsus de Guimaraens Filho)

"É como um grande soluço: Mariana.

São velhas casas pedindo um pouco de amanhecer. São velhas casas sonhando... São velhas casas sonhando... Parece que vão morrer.

É como um grande soluço: Mariana.

Navegas por entre luzes que te recordam, na sombra dos teus olhos, um passado dolorido, um passado que não viste e que entretanto é bem teu. Carregas na carne aflita uma carne que morreu.

E é como um grande soluço de mil torres, de paisagens exaustas, um soluço sufocado: Mariana.





Imersão Latina celebra o amor no Terças Poéticas

Imagem
Há dez anos o Imersão Latina começou sua trajetória unindo pesquisadores, artistas, jornalistas, sociólogos, educadores, poetas, contadores e criadores de uma história que se escreve com muito ativismo cultural. Para celebrar esta data, o TerçasPoéticas, projeto de curadoria do poeta Wilmar Silva, que também fez uma década recebe a poetisa Brenda Marques Pena, idealizadora do Imersão Latina, no dia 3 de novembro, às 19 horas, no Teatro João Ceschiatti, do Palácio das Artes (avenida Afonso Pena, 1537 - Centro, Belo Horizonte).
 “Depois que a gente passa por uma jornada de dez anos de uma organização nascida no mês das crianças descobre que o amor é o combustível necessário tanto para nascer as idéias e os projetos como para elas seguirem. E assim os 10 anos do Imersão Latina estão sendo celebrados sempre com muita poesia. Afinal, acreditamos em uma poética que permeia todas as artes”, aponta Brenda Marque Pena, presidente do Instituto Imersão Latina (Imel), poetisa, autora de Poesia Son…

Livro bibliográfico conta a história do jornalista e ativista cultural Manoelito de Ornellas

Imagem
Neste sábado, haverá o lançamento do livro “Manoelito de Ornellas: vida e obra de um ex-presidente da ARI”, de autoria da professora Maria Alice da Silva Braga, doutora em Letras. Será no Museu de Comunicação Hipólito José da Costa, no dia 24 de outubro, sábado, às 15h, em Porto Alegre-RS, com palestra da autora e a participação de convidados especiais.

Manoelito de Ornellas (1903-1969) foi escritor, jornalista, historiador, poeta, romancista, conferencista, crítico literário, administrador e ativista cultural. Uma de suas obras mais importantes é “Gaúchos e Beduínos”, que resgata a contribuição moura na formação do gaúcho. Divulgue, compareça, compartilhe!

Contato: landrooviedo@uol.com.br.

Em novembro tem livro com Café no Parque Ecológico do Eldorado

Imagem
J Estanislau Filho é um dos autores de Nós da Poesia + 20 Nosotros. 

O poeta Paulinho de Andrade é homenageado nos 21 anos do Parque Lagoa do Nado

Para nos deliciar-nos...um pouco deste grande poeta que ´hoje brilha celestialmente sobre nossas cabeças e que tanto nos encantou com seus versos, prosas, canções que nos faz viajar pelas veredas da memória!!!

Aniversário de 21 Anos do Parque Fazenda Lagoa do Nado:

Venha comemorar conosco esta data memorável

22 de setembro de 2015, às 14h

* Plantio de árvore em homenagem ao poeta Paulinho Andrade, no Jardim dos Poetas

*Apresentação da Banda Banda de Música da Guarda Municipal de Belo Horizonte

*Oficina de artesanato: confecção de chaveiros utilizando feltro e miçangas

* Apresentação de Dança Cigana com Grupo da 3ª Idade.

ENTRADA GRATUITA!!!!!

Em Minas tudo é Trem, menos o trem.

Imagem
Que trem de metrô que nunca vem! Atrás daquele muro passa um trem
Mas aqui em Minas tudo é trem, menos o trem
O que a gente chama de metrô é só superfície
Um trem que vai além do muro pra lugar nenhum
E dizem que a gente não perde o trem, mas ele nunca vem
Sou mineiro e queria andar de trem pra todo lado, mas não tem
O que passa por aqui é só a esperança de que um dia a verba vem
E a gente finalmente transitando vai ter um trem pra chamar de metrô
E andar pra todo o lado e ver tanto trem bonito, viver tanto trem bom!
Brenda Mar(que)s Pena
Em Minas tudo é Trem, menos o trem. Por Brenda Marques Em Minas tudo é Trem, menos o trem. Por Brenda Marques
Mostra "Os Brutos" com o tema mobilidade começa hoje à noite na sede das Brigadas Populares de Belo Horizonte Mostra "OsBrutos" traz vídeos e fotos sem cortes, edição ou tratamentoEvento acontece entre os dias 21 e 24 de setembro e traz como tema a Mobilidade
Um arquivo bruto é o primeiro registro e serve como guia de trabalho. São ess…

Mulher Tigresa

Imagem
Por Rosângela Ferris*

Metade de mim é a calmaria cristalina
como um riacho correndo entre folhas
a outra metade é um vulcão em erupção
por onde escorre a lava ardente da paixão.

Uma metade de mim grita pela noite eluarada
e a outra metade luta pela liberdade sonhada
vira o alarido de cornetas, vibrando palavras da verdade.
Uma metade entrelaçada num elo de mulher
cheia de carinho no toque da mão
já a outra metade é uma ligeira tigresa
arranhando sua pele e seu coração.

Metade de mim é um imenso jardim
onde um lençol estendido tem a marca de nós dois
um molde perfeito - quase formando um só
recendendo com aroma de jasmim.

Já a outra metade é um deserto sem fim
castigado nas areias do imenso sentimento de amor,
que se move sobre o corpo nú e levado pelo vento
se desfaz como pétalas de roseiral em flor.


*Rosângela Ferris é poetisa, autora de Frágeis, mas nem tanto (All Print Editora, 2009),  integra a diretoria do Imel como Secretária Executiva e administra a página facebook.com/nosdapoesia

Sem Fronteiras e Imersão Latina fortalecem parceria no campo das artes e literatura para divulgação de autores

Imagem
A ZL Editora, da escritora, jornalista e editora Jô Ramos, reuniu coautores e amigos para o lançamento nacional da Antologia "Escritores da Língua Portuguesa Vol. II".

O evento foi off-feira da Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, com o apoio do Jornal Sem Fronteiras, e aconteceu no Restaurante Don Camillo, na Av. Atlântica em Copacabana (RJ), no domingo, 6 de setembro, para a confraternização de coautores e escritores parceiros da referida publicação. 

Na ocasião, o Jornal Sem Fronteiras apresentou a sua nova Colunista Virtual, Arleni Batista, que falou aos presentes, sobre o foco de sua coluna no Portal Sem Fronteiras. O lançamento internacional acontecerá na cidade de Nova York, durante o 2º Salão do Livro em outubro.

Conheça mais sobre o Jornal Sem Fronteiras:
http://redesemfronteiras.com.br/

Oportunidade para autores

O Jornal Sem Fronteiras está organizando a antologia Internacional Sem Fronteiras, que vai ter exemplares bilíngue em e-book,livros em braille e físi…

Nós da Poesia participa da Bienal do Livro do Rio de Janeiro no feriado de 7 de setembro

Imagem
Segunda, 7 de setembro às 19:00 - 22:00 a semana · 28 °C / 17 °C Possibilidade de chuva Exibir mapa Bienal Do Livro Rio Riocentro - Av. Salvador Allende, 6.555 - Barra da Tijuca, 22783-127 Rio de Janeiro Encontrar ingressos Ingressos disponíveis www.ingressorapido.com.br Lançamento do livro: Nós da Poesia Vozes da Rua com apresentação poético-musical. Como acontece com todas edições de Nós da Poesia, fazemos lançamentos durante dois anos por feiras e eventos do Brasil e América Latina, nas Bienais, em parceria com a All Print, sempre nos apresentamos no estande da editora. Em 2014 lançamos o livro nas bienais de São Paulo e Minas e este ano é a vez do Rio de Janeiro compartilhar conosco esta poética que está expressa em poemas e fotos.

Participam do livro Nós da Poesia poetas, jornalistas, escritores, artistas plásticos, designers e fotógrafos:

Nós da Poesia: vozes da rua:

Capa: Arte final: Beto Ferris, Ilustração: Iara Abreu

Contracapa: Foto Lidyane Ponciano
Poema: Fabrício Marques

Comissão edi…