Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2013

Poetas do Nós da Poesia prestam homenagem à poetisa Maria Segóbia

Imagem
Fio Partido Bilá Bernardes
Era vida escorrendo por todos os poros e nada lhe tirará isso
A morte levou o corpo deixou palavras registros idéias pensares
deixou presença marcante na lembrança no retrato na poesia
A morte apenas rebentou um fio mas não consegue levar o que tecido está
Isso fica
(Inspirado em Deserto Habitado, de Maria Inês Resende,  um dos bons livros que li nos últimos anos)

Sorriso corrente
Só a melancolia de um tango pode expressar a dor do adeus A poetisa Maria Clara Segóbia Reverberamos poesia nas calles Quando a conheci em Buenos Aires E no teatro da vida nos encontramos Nas cidades com B vivemos bonanças Em Bento Gonçalves e Belo Horizonte