Pular para o conteúdo principal

Como descrever a morte de um escritor como João Ubaldo Ribeiro?


 Um dos maiores escritores brasileiros deixa como legado várias obras e um sorriso inesquecível 

João Ubaldo Ribeiro (1941-2014)

"Se não entendo tudo, devo ficar contente com o que entendo. E entendo que vejo estas árvores e que tenho direito a minha língua e que posso olhar nos olhos dos estranhos e dizer: não me desculpe por não gostar do que você gosta; não me olhe de cima para baixo; não me envergonhe de minha fala; não diga que minha fala é melhor do que a sua; não diga que eu sou bonito, porque sua mulher nunca ia ter casado comigo; não seja bom comigo, não me faça favor; seja homem, filho da puta, e reconheça que não deve comer o que eu não como, em vez de me falar concordâncias e me passar a mão pela cabeça; assim poderei matar você melhor, como você me mata há tantos anos."
(Vila Real)

O escritor e acadêmico João Ubaldo Ribeiro morreu na madrugada desta sexta-feira (18), em sua casa no Leblon, no Rio, aos 73 anos. Ele foi vítima de uma embolia pulmonar, segundo o jornal "Bom Dia Rio".  João Ubaldo Ribeiro ganhou em 2008 o Prêmio Camões, o mais importante da literatura em língua portuguesa. Ele é autor de livros como “Sargento Getúlio”, “O sorriso dos lagartos”, “A casa dos budas ditosos” e “Viva o povo brasileiro”. Amigos do escritor lamentaram sua morte. Veja a repercussão: 

Entrevista com o escritor, publicada no jornal A Tarde:

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Exposição Aspectos Urbanos reúne artes visuais de Iara Abreu e poesia de vários poetas em Ouro Preto

Iara Abreu e vários dos poetas participantes são coautores do coletivo Nós da Poesia

Imperfeita Desarmonia de Fernando Antônio Fonseca tem lançamento na próxima Feira de Poesia Especial

Fernando Antônio Fonseca e Scortecci Editora convidam para o Lançamento do livro “Imperfeita Desarmonia”, dia 26/01/2017, às 19:30 hs, no Feira de Poesia Especial. Local: Centro Cultural Padre Eustáquio Rua Jacutinga, 821 (anexo a Feira Coberta) Entrada Franca

Vem aí o Segundo Festival Cultural e Concurso Literário do Sarau da Onça

O II Festival de Arte, Cultura e Concurso Literário Sarau da Onça foi aprovado no edital Setorial de Literatura da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb). “O projeto tem patrocínio do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia”.

O Sarau da Onça divulgará em 10 de janeiro de 2017 um edital que visa selecionar dois poemas de cinquenta autores de Salvador nas categorias: Poesia (quarenta textos de 25 linhas, no máximo) e Conto (dez textos de no máximo 25 linhas) e consequente publicação em 5000 exemplares de uma antologia, sem custo para os participantes, que receberão cinco exemplares cada um, a título de direitos autorais.

Além do concurso literário, serão oferecidas oficinas de teatro, dança, Hip Hop, criação literária, que vão ser ministradas por membros do Sarau da Onça e convidados, com carga horária de quatro horas aos sábados ou domingos, com apresentação de mostras ao final do festival, num grande encontro n…