Nós da Poesia e alguns de seus poetas

Nós da Poesia e alguns de seus poetas

Um grupo dos poetas participantes, no Coletivo Contorno, com Brenda Mars, em 20 de junho, com Nós da Poesia nas mãos. Crédito da foto: Rafael Gaia.
Marco Aurélio Lisboa :Crédito da foto:Clevane Pessoa
Karina Campos e Clevane Pessoa -Crédito da foto:Gabriel Pessoa
Gabriel pessoa e Karina campos.Crédito da foto:Clevane
Bilá Bernardes-Cônsul de Poetas del Mundo em MG e revisora do Nós da Poesia-Crédito da foto:Clevane Pessoa
Iara Abreu , artista plástica e peota visual, a capista dos volumes I e II,
Jânia de Souza, da Sociedade dos poetas Vivos e Afins de Natal, RN
Clevane Pessoa e Juciléia Botelho
Allez Pessoa-baixista da banda Tancredos.
Benda Mars, Presidente do IMEL e organizadora da antologia NÓS DA POESIA--Edit.All Print/selo IMEL - na Bienal do Livro-RJ-2009
Capa de um dos livros de Luiz Lyrio, que prefaciei, nos seus 35 anos de magistério.O autor e seus filhos.
Contracapa de ABDUÇÃO-Contos magistrais,que prefaciei..R & S-Gráfica e editora.
Marcas de Batom, contos, que prefaciei-Edição Estalo, a revista.Versão da capa original de Alessandro Pessoa.A leitura dramática desses contos foi feita por Luiz Lyrio e eu, no Restaurante Cozinha de Minas, que apoiou a edição.
Levarei estes lírios , em alusão ao sobrenome, para homenagear a família e o escritor, in memoriam.
Caderno de Cultura-Página 4-Jornal Hoje em Dia, de Belo Horizonte.




Assim qual adoro prefaciar livros-qual a parteira que traz os filhos de outrem à luz- adoro ilustrá-los, fazer capas, ir ás noites de autógafos.Gosto muito de antologias poruqe nos remetem ao coletivo- o que digo no prefácio do Nós da poesia I.Nesta edição, estava ainda imapctuada com a morte inesperada, do escritor e poeta Luiz Lyrio , para escrever a respeito, embora Brenda Mars tivesse solicitado que o fizesse.Então,enviei um poemeto que escrevera para uma foto que ele clicou de uma palmeira solitária, em tepofilo otoni, quando fomos tomar posse na Academia de Letras de Teófilo Otoni-ALTO.
Eu falara de passagens , ele também , noutro momento e Brenda colocou os poemas sequencialmente.

Sua partida mostrou o quanto, em especial pela Internet, prestavam atenção em suas crônicas e artigos veementes-contra ou favor disto e daquilo.Luiz Lyro escrevia todo o tempo.Nosso amigo comum Marco Aurélio foi visitá-lo no hospital e contou-me que ele estava com o laptop, escrevendo, no leito.pensei então, em deixar para visitá-lo quando tivesse alta .Não deu tempo.Talvez melhor assim, lembrá-lo sempre com a risada sui generis, a bondade, a quase ingenuidade por um lado, balanceada por agudo senso crítico e humor sarcástico do outro.Era um cartunista que não desenhava, então, dava um jeito de ilustrar seus "cartoons".A propósito, para essa antologia, o poeta Bruno Grossi, o caricaturista begê, fez uma caricatura sua.


E os vivos, o relembrarão, pela palavra dita.deixa-nos o legado da coragem de dizer o que queria.E escrever assim tão bem.

Os vivos dirão seus poemas e os próprios, porque não existe morte para os que são poetas e podem ser lembrados. Sinto-o ainda vivo, prestes a chegar de algum lugar ,ou do computador do qual pouco se afastava.

Clevane Pessoa

Acima, a foto de alguns autores, aos poucos, iremos publicando os demais, que não puderam comparecer á sessão de fotos.

Fonte: http://hana-haruko.blogspot.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Invitación a los escritores latinos a participar de la edición Nós da Poesia y Nosotros

“Santa Leitura” recebe convidados especiais neste domingo e lança concurso de redação

Geraldo Vandré: Homenagem e reflexão