Pular para o conteúdo principal

2015 começa mesmo no Brasil depois do Carnaval com a Feira Literária Internacional de Mato Grosso do Sul

Brenda Marques
Presidente do Imersão Latina
Diretora da Associação Internacional de Poetas MG
Por Brenda Marques Pena*

No Brasil é um costume dizermos que o ano só começa mesmo depois do carnaval. E nesse ritmo, a Feira Literária Internacional de Mato Grosso - FLIMS do Sul promete ser um marco de um bom início de 2014. De 26 de fevereiro a 1º de março a capital Campo Grande recebe escritores e artistas de diversas áreas do mundo afora. A cidade é propícia para o encontro de outros países, afinal o Estado do Mato Grosso já faz divisa com Bolívia e Paraguai.

A realização é da Associação Internacional de Poetas, com coordenação geral de Delasnieve Daspet, a quem tive a honra de receber o convite para ser uma das coordenadoras da Feira Literária. Até lá divulgarei várias notícias neste blog. Afinal de contas o Imersão Latina é parceiro do Movimento Internacional Poetas del Mundo, originário do Chile, que originou a Associação Internacional de Poetas no Brasil. 

Abaixo reproduzido o comentário da cineasta Tizuka Yamasaki sobre a FLIMS

“A importância de uma feira de livros é você estimular, instigar as crianças a lerem. Mostrar a elas o universo encantado que elas não conhecem no seu dia-a-dia e por tabela, os adultos. 

A FLIMS (Feira Literária Internacional de Mato Grosso do Sul) é voltada para o reconhecimento da proteção ambiental nesse tempo de falta de água, desastres ecológicos. É muito importante que se fale disso! E é maravilhoso você poder trocar ideia, trocar fantasias com pessoas da mesma origem cultural, como é o caso de vocês do MS com os países vizinhos (Paraguai e Bolívia) e com países diferentes. Acho fantástico! 

Mato Grosso do Sul é tão rico, tem uma natureza tão poderosa e estar voltado para este universo cultural é genial! Tenhos muitos expectativas com grandes aprendizados para mim também e queria parabenizar a Delasnieve porque não deve ser fácil fazer uma feira assim. Exigiu muito esforço, muita dedicação. Delasnieve é bastante tenaz e determinada, um exemplo para todos nós”.

(Tizuka Yamasaki, diretora de cinema e televisão, produtora e roteirista. Tizuka estará na FLIMS para um promo do filme “ENCANTADOS”, seu mais recente trabalho que retrata a história da pajé Zeneida, marcada pelos mistérios da Ilha do Marajó e uma envolvente história de amor. Tizuka fará na FLIMS a paletra  "A importância da literatura no audiovisual". Filmes: Encantados; Gaijim – Ama-me como sou; Gaijim-Os Caminhos da Liberdade; Lua de Cristal; O Noviço Rebelde; Fica Comigo  )


*Brenda Marques Pena - Presidente do Instituto Imersão Latina - Cônsul de Poeta del Mundo, Diretora de Comunicação da Associação Internacional de Poetas por Minas Gerais. Embaixadora da Paz pelo Círculo Universal de Embaixadores de Genebra, Suíça. Durante a FLIMS lançará o livro Utopias Possíveis: Imersão Latina 10 anos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma década sem Artur da Távola

Soneto Inascido
O poema subjaz. Insiste sem existir  Escapa durante a captura   Vive do seu morrer.
O poema lateja. É limbo, é limo, Imperfeição enfrentada Pecado original.
O poema viceja no oculto Engendra-se em diluição Desfaz-se ao apetecer.
O poema poreja flor e adaga  E assassina o íncubo sentido. 
Existe para não ser.
(Artur da Távola) 
Por Fernando Moura Peixoto

“Artur da Távola – a pretexto ou a reboque da televisão – borda crônicas de nossa angústia cotidiana, tirando de cada átomo de significância televisionária uma lição ou pensação que seguramente constitui, para cada um dos seus leitores, uma pausa reflexiva no turbilhão insensato do dia a dia. É que nele há moral sem moralismo caturra e fechado, esperança sem embustes ilusionistas, cepticismo sem náusea, carinho psicolinguístico espontâneo capaz de captar os valores significados nos termos e vocábulos novos transados aqui e ali. Com isso, Artur da Távola tem sua legião de leitores gratos, em que me inscrevo grato.” ANTONIO HOUAISS (1915…

Un poema a las Madres de la Plaza de Mayo de Argentina

Para Ti Madre De La Plaza De Mayo
Yo también soy tu hijo, Madre de la Plaza de Mayo. Como somos tus hijos Todos nosotros, Los hombres que tenemos Una conciencia libertária!... En mi país, Madre, No tenemos una Plaza de Mayo. Y tampoco hace falta, Pués todo el país, Madre, És una imensa plaza de Mayo!... Tu dolor, Madre de la Plaza de Mayo, És el dolor de la própria Democracia, Siempre amenazada por los uniformes y las botas. LLoro contigo, Madre, El desaparecimiento de tus hijos, Mis hermanos y hermanas argentinos, Y te nombro Madre, Porque sé Que si yo hubiera nacido en tu país, Mi pobre madrecita, Estaria junto a vosotras En la Plaza de Mayo, Preguntando por mi...
Buenos Aires, Febrero de 1983
© Lenine de Carvalho Do Livro Estação Lobo Azul (ou P.X. A Caixa Mágica) http://www.usinadeletras.com.br/exibelotextoautor.php?user=Lenine www.loboazul.avbl.com.br

Nós da Poesia prepara nova edição. Participe até 15 de janeiro de 2018!

A próxima antologia Nós da Poesia (volume 6) terá como tema Va...idades / Van...idades(falará sobre a passagem do tempo, memória e valorização da vida). 

Participe enviando 4 poemas ou prosas poéticas. As inscrições estão abertas de hoje 15/10/2018 a 15/01/2018. 

Basta enviar seus textos em português ou espanhol para o e-mail: nosdapoesia@gmail.com. 

Participe e concorra a prêmios de publicação para os 3 primeiros colocados e de edição cooperativa para 30 participantes. A publicação é organizada pelo Instituto Imersão Latina.